7 de ago de 2017

Semana do Escritor Nacional 4#. - Adriana Rocha

ADRIANA ROCHA

Primeiramente, peço desculpa, pois por causa de questões de saúde, eu atrasei as publicações que havia iniciado na Semana do Escritor Nacional. Agora, de volta, posso continuar destacando os nomes mais amados, se não do país, mas da lista dos que eu li e que me tocaram a alma. Vamos seguir...
Adriana Rocha é mais um nome de sucesso no panorama da Literatura Nacional.
Filha de pais piauienses: D. Dina Batista da Rocha e S. Calisto José da Rocha, essa paulista de Mogi das Cruzes é filha caçula de 9 filhos, nascida em, 18 de maio de 1973.

Acredito que a lição de garra e de coragem que aprendeu foi passada por seus pais, que saíram ainda jovem de sua terra e foram para São Paulo ganhar a vida. Seu pai laminador e sua mãe, costureira e dona de casa.

Muito cedo amou as letras e começou a compor versos e poemas que culminou em 1987, no seu primeiro prêmio, num concurso de redação de alunos da 7ª e 8ª séries de estado da região do Alto Tietê.

Depois do primeiro prêmio, muitos vieram e acredito que continuam chegando...
Ano: 2009
Seu primeiro livro publicado em 2009, Eu te acompanho até a Cruz, aborda assuntos como drogas, câncer e diversos assuntos polêmicos.
Ano: 2013
Antes de se dedicar de corpo e alma aos seus livros, terminou o curso de enfermagem, período conturbado, que quase a fez desistir de tudo e se perder, mas, como ela mesmo diz em entrevistas dadas, os livros salvaram sua vida e impulsionaram sua carreira.
Ano: 2014
Foi descoberta  pelo Jornal Rádio Revista e nessa época, também escreveu colunas em outros meios de comunicação como a Revista Mulheres que Comandam.
Ano: 2014
Ela se diz uma mulher realizada, com sua família composta de marido e 4 filhos e não escreve pela fama, mas porque ama o que faz, se a fama a alcançar será uma consequência da qualidade que imprime ao seu trabalho. Além de escritora é roteirista.
Ano: 2014
Agora, depois de tanta pesquisa na internet, posso dar minha opinião sobre a Autora e seu trabalho, depois que li o livro Quase tudo bem... (#demorô)
Ano: 2017
Drika,

Você é uma mulher fabulosa! A mais real que eu pude encontrar nessa vida virtual.
Você é o retrato da mulher completa, dona de casa caprichosa, mãe, companheira, que gosta de arrumar seu “ninho” e ainda nos faz rir ou chorar, ou melhor, rir e sonhar!
Fico feliz de nessas andanças virtuais encontrar gente tão real quanto você!
Você me faz bem demais e acredito que faça também muita gente feliz aí, ao seu redor!
Li o seu livro e parece que te encontro em cada página, perdida e encontrada em linhas e parágrafos, mostrando que a arte de escrever nasceu e vive contigo, como o pulsar do seu próprio coração.
Seu coração de mulher-menina é quem faz isso contigo, esse misto de gente que vivenciou tanta coisa e que ainda assim não perdeu a inocência, por isso cativa.
Eu nunca estive pessoalmente contigo e é como se te conhecesse há muito tempo. Acho que te reconheci nesse livro dentro de todas as personagens, pois em cada uma eu pude sentir sua essência.

Obrigada por se apresentar...

Você é um show!

E é isso gente, eu só posso dizer que amei o livro e ri bastante com todas as confusões que as três garotas enfrentaram de muito bom humor: Laura, Lili e Katy entraram para a minha vida depois da leitura!

Vamos ler nossos nacionais?

Grande abraço,

Drica Moreira.


IT - A COISA

Foto retirada da internet
Gente, existe alguém no mundo que não teve medo de palhaço quando era pequeno? 
Eu acho difícil...
Foto retirada da internet

E alguém que cresceu e continua com medo dessa figura infantil e quase inocente? Aí o negócio é sério, principalmente com essa onda toda em volta do relançamento do filme, baseado na obra do King. Ele, realmente é o rei do terror e bota terror nisso!
Foto retirada da internet - local original ao clicar na foto
Eu mesma, que sou metida a não ter medo de nada, andei tendo alguns sonhos ruins com palhaços e logo que iniciei a leitura do livro, por "coincidência?", andei dando de cara com palhaços pela cidade, em cartazes, em paradas de ônibus, etc...
Pensem numa agonia?
Foto retirada da internet - local original ao clicar na foto

Eu comecei uma leitura compartilhada antes de julho, mas acabei não conseguindo dar continuidade por causa de um outro projeto grande, a leitura do Vida e Destino - Vassili Grossman. Mas, agora posso dar continuidade à leitura paralisada. Já estou quase na metade do livro e vai ser bom concluir.

Essa história é super interessante e deixa qualquer um de cabelo em pé!

Quem vai formar um grupo de leitura compartilhada é A Biblioteca de Gaia e outros canais que estão participando desse projeto. E eu vou aproveitar o embalo e vou embarcar com eles até o final.

Vamos ver o o Cronograma? Se quiser, também você pode acessar o vídeo com a apresentação do projeto:

21/08 a 28/08 - até a pág 146
29/08 a 05/09 - pág 147 a 281
06/09 a 13/09 - pág 282 a 423
14/09 a 21/09 - pág 425 a 594
22/09 a 29/09 - pág 595 a 739
30/09 a 07/10 - pág 740 a 954
08/10 a 20/10 - pág 955 a 1102 (final do livro)

Vai sair  também um vídeo de 50% da leitura no dia 20/09.

Quem quiser curtir um terror dos bons pegue seu "livrinho" e vamos compartilhar as impressões!
Meu Deus! Vai ser difícil dormir com esse "barulho"... kkkkkkkkkkkk

Aguardando os corajosos de plantão!

Grande abraço,

Drica.

26 de jul de 2017

Semana do Escritor Nacional 3#. - Camila Moreira

Foto retirada da internet
A belíssima Camila Moreira, advogada de 29 anos e filha da cidade de Jaraguá, em Goiás, é o terceiro nome apresentado na Semana do Escritor Nacional e, eu não poderia deixar de contar essa história, pois há bem pouco tempo atrás ela era uma total desconhecida para mim!

Foto retirada da internet
Como foi que isso aconteceu???

Simplesmente por causa de um desafio literário.

Eu não costumava ser leitora de hot, não é questão de preconceito, mas não é o meu gênero favorito... Enfim, eu entrei no Desafio Livrada esse ano e um dos livros que a gente teria de escolher para cumprir a leitura era: um livro que explore o erotismo. Encontrei numa busca simples do Google, o nome da Camila Moreira e comecei a dizer a todo mundo que estava lendo um livro de uma prima minha... kkkkkk... E foi na palhaçada que eu acabei conhecendo e reconhecendo a maravilha do livro 8 Segundos, e eu amei a descoberta! Eu já tinha lido antes, o Hot "Porque fechei os olhos" da Ju Mendes e tinha me encantado com o enredo e tudo do livro, capa belíssima, por sinal! Para gostar da Camila, não foi difícil! Ela me ganhou com essa história maravilhosa e já estou partindo para o próximo daqui a alguns dias.


Mais uma grande escritora da terra. Linda, jovem e muito talentosa!

Vamos espalhar o nome desse povo lindo do Brasil?

Grande abraço,

Drica.

25 de jul de 2017

Semana do Escritor Nacional 2#. Wagner RMS

Wagner RMS

Wagner RMS, Autor

Sobre: Nascido em 1969, no Rio de Janeiro, um pouquinho antes da Apolo 11 pousar na Lua, Wagner gosta de fazer de conta que isto lhe causou algum tipo de pré-disposição ao espaço e ao inusitado, o que faz o cara ter essa compulsão por escrever ficção científica e fantástica. Tomando esta insensata crença como base, ele foi roteirista da 1ª websérie nacional sci-fi, Onda Zero, recebeu o prêmio Lions por sua space opera C7i, e atualmente é consultor e co-roteirista da nova websérie Nomade 7.

Link do Blog: http://wagnerrms.com

Encontrar o Wagner nesse "cybermundo" foi outro grande achado na minha vida de leitora, mesmo porque, como eu sempre digo, o gênero literário que ele escreve, a ficção científica, não é muito a minha praia. Eu diria que eu remei contra a maré das minhas vontades e acabei encontrando um amigo e ao mesmo tempo me apaixonando por suas obras, pelo seu jeito objetivo de escrever e pela seu perfeccionismo em tudo o que faz! Suas histórias nos levam ao espaço, a mundos inabitados, a mundos sonhados, mas também nos levam a cenários de nosso país, numa trama de mistério e de ação.
_________________________________________________
Esse foi o primeiro livro que li, ainda no formato digital, uma verdadeira odisseia na minha vida. Foi uma aventura incrível por cenários que eu não estava acostumada a visitar, mas foi uma ótima experiência para sair de minha zona de conforto e desbravar um pouco da ficção científica. Recomendo demais, principalmente para os amantes do gênero.
O primeiro livro que li
Sinopse: C7i, ou Código 7 Infinidade, designa tanto uma série de protocolos assinados pelas principais agências de inteligência do mundo no início do século 20, quanto um departamento invisível e multinacional que se reportava, ao menos no início, a estas agências. Agora, em meados do século 23, C7i é conhecido por seus membros como A Agência. E, enquanto a humanidade vive sua era de ouro, com a tecnologia e as evoluções culturais transformando o mundo numa quase utopia, a Agência cuida para que a extinção humana, prestes a acontecer, seja adiada o máximo possível, enquanto tenta encontrar um meio de virar este jogo. Para isso C7i conta com especialistas recrutados entre as mentes mais brilhantes da humanidade, cujas mortes são forjadas para que eles passem a servir em tempo integral como Agentes Diplomatas de C7i, que são a linha de frente na exploração do espaço mais distante e sombrio, e para enfrentar as forças aterradoras que vêm de lá. A maioria de nós nunca vai saber quem eles são, mas devemos absolutamente tudo que nos importa a eles. Estes livros vão narrar suas histórias, e as daqueles que acreditam que a Agência jamais deveria ter existido.
Link da Degustação: http://wagnerrms.com/c7i

Link de Compra (Digital/eBook/Amazon): http://amzn.to/2tJnwr6

Link de Compra (Impresso/Clube de Autores): http://bit.ly/2ujCdmb
_________________________________________________
O segundo livro, enviado pelo Wagner no formato físico, foi o meu preferido, o livro Mônica me ganhou de primeira! A história se passa no Brasil, na década de 70, ano em que eu nasci! Ou seja, a Mônica foi quase minha irmã de alma, ainda que fosse bem mais velha, pois nessa época eu ainda era muito pequena para acompanhá-la em suas aventuras... rsrsrs.
Meu segundo livro lido do Wagner RMS

Sinopse: Mônica era uma moça ingênua, sensível e muito inteligente, com todos os anseios e sonhos de uma jovem de sua idade na década de 70, quando ela se envolveu, quase acidentalmente, com assuntos considerados ameaçadores no período do regime militar brasileiro, e como consequência inesperada, acabou sendo torturada e morta. Entretanto, uma força além de nossa compreensão a trouxe de volta, mas no berço errado, e isso fez dela o que ela é hoje: uma arma, clássica, bela e terrível, um trunfo no jogo dos poderes políticos do Brasil e do mundo, percorrendo uma trilha longe do conhecimento público. Assim como todos nós, Mônica vive no fio da navalha entre sua humanidade e seus instintos, sua sensibilidade e toda a maldade que há em sua natureza. Só que no caso desta velha mulher, presa em um corpo jovem que não se curva ao tempo, e movida agora por alguns anseios estranhos à humanidade, um desequilíbrio significa violência, brutalidade e morte! Esta é a história da brasileira Mônica, hoje uma forjada e perigosa agente federal, que descobre a amizade e o amor verdadeiros, mas que, apesar de tão sedutora e poderosa, vê a si mesma como um monstro, e precisa decidir se deve ou não se permitir amar novamente.

Link da Degustação: http://wagnerrms.com/monica

Link de Compra (Digital/eBook/Amazon): http://amzn.to/2qh8OHT

Link de Compra (Impresso/Clube de Autores): http://bit.ly/2tNDrD5

E vocês? Curtem uma boa Ficção Científica?
Essa é minha segunda dica da semana. Na Semana do Escritor Nacional, partilho mais do que apenas obras, mas também um pouco da amizade que pude fazer com essas pessoas maravilhosas que nos fazem sonhar e viajar sem sair do lugar onde nos encontramos!

Boa leitura!

Drica.

24 de jul de 2017

Semana do Escritor Nacional 1#. - Rafaela Perensin

Autora com sua obra no dia do lançamento, 06/06/2016


Rafaela Perensin é mineira de Juiz de Fora, nasceu no dia 03 de janeiro de 1997, terminou seu primeiro livro "Laços do acaso"(não publicado) com 16 anos, em 2013. Concluiu sua segunda obra em 2014, o livro "A face inversa do amor", que foi lançada em 2016, durante o tempo em que terminava o curso técnico de logística. 
Apaixonada pela literatura, no ano do lançamento do livro, desenvolveu um projeto auxiliada por uma campanha realizada no ano anterior (#euapoioaescrita) na busca de parcerias para poder publicar seu livro. O resultado veio com a parceria de 17 empresários/empresas.

Resolvi começar por Rafaela Perensin porque ela foi uma das primeiras autoras com a qual eu mantive contato quando estava dando sequência à construção do meu blog. Ela lançou uma promoção-parceria e eu, mesmo que sem saber muito como fazer as coisas no blog, inscrevi-me no site e pude ser parceira com o pouco que eu sabia fazer (ainda sei muito pouco hoje, mas estou melhorando).
Enfim, o livro da Rafaela foi um achado na minha vida. Como ela mesma diz, não existe um enredo mirabolante para desvendar um segredo. A história é simples, com acontecimentos que poderiam facilmente acontecer na vida de qualquer pessoa, mas com uma trama que acaba fazendo a gente querer chegar ao final do livro e descobrir o que vai acontecer com os personagens.

O livro é curtinho, mas eu me encantei com a escrita dessa mineirinha muito gentil e sempre solícita!

Vamos à obra?

Título: A face inversa do amor

Autora: Rafaela Perensin

ISBN - 13: 9788564914711

ISBN - 10: 8564914719

Ano: 201

Nº de páginas: 171

Editora: Bartlebee Editora LTDA.



Minhas primeiras impressões sobre o livro:


O amor se transforma em ódio e arrasta consigo até mesmo inocentes, determinando uma nova direção para suas vidas. O ódio faz o seu papel e conduz a muitos para caminhos sem volta. É preciso lutar, mas será que todos terão tempo suficiente para voltar atrás?” Adriana Moreira, Livros e Ideias da Drica.

Semana do Escritor Nacional

Nessa semana do Escritor Nacional eu quero reverenciar a escrita da mulher brasileira, da mulher mineira, da Rafaela Perensin, porque ela também me ajudou a querer voltar a ler sem parar e descobrir o que existe por trás do enredo de muitos livros, não só o livro de sua autoria! 

Juntamente com a infinidade de nomes nacionais, ela forma uma constelação de estrelas nesse universo que é o nosso Brasil! Talvez o gênero dela não seja o gênero que você goste de ler, mas eu garanto que dentro do rol de escritores do Brasil, você também tem seu escritor favorito. Então, eu te convido a falar sobre ele e apresentar a obra que fez com que você pudesse sonhar e se transportar para as páginas de um livro!

Qual foram os livros nacionais que te fizeram sonhar? Vamos compartilhar?

Boa leitura!

Drica.